Gideões 2017 se inicia sob investigação do Ministério Publico

Compartilhe nas redes.

O 35º Congresso Internacional de Missões do Gideões se inicia com a expectativa de que  aproximadamente 100 mil pessoas participem do evento.

Os Gideões Missionários da Última Hora (GMUH)uma entidade independente, com sede na cidade de Camboriú (SC), estará recebendo, de 22 de abril até o dia 01 de maio, milhares de cristãos vindos de diversas partes do Brasil e do mundo. O congresso já é considerado o maior da América Latina e um dos maiores do mundo. Segundo pesquisas internacionais.

O 35º Congresso Internacional de Missões é realizado pela Associação e Movimento Comunitário Rádio Paz no Valle FM (AMCRPV), e tem como objetivo principal, segundo a organização, conscientizar a todos os cristãos, sobre a importância da obra missionária.

Como em todo ano o encontro contará com a presença de diversos pastores e cantores famosos ou que estejam em ascensão no mundo gospel. Com início todos os dias às 09h00, e teoricamente com o encerramento às 22h00, e entrada gratuita.

O tema do congresso será “Gideões, não podemos parar! Nossa meta é avançar. Amar, sim. Abandonar, jamais!”. Um tema que vem, com a missão de rebater as acusações de corrupção e de praticas pecaminosas realizados, após o evento, por convidados. Após algumas lideranças afirmarem que o evento deveria para, a direção vem com o tema “Gideões, não podemos parar…”  A expectativa é que aproximadamente 100 mil pessoas participem.

Chega de passar vergonha e não entender a verdade. Projeto Teologia para Todos, venha aprender teologia online. Teologia para todos.

 

Apesar de terem recebido criticas duras e acusações das mais diversas a direção do “Gideões” afirma:  “Gideões não se resume apenas em um evento de dez dias. Durante todo o ano trabalhamos para que o missionário que está no campo receba suporte para cumprir aquilo para o qual ele foi chamado. Aguardamos a todos os gideonitas para adorarmos a Deus e levantarmos fundos para que cumpramos com a nossa tarefa principal, que é ganhar almas”, destacou o Pr. Reuel Bernardino.

O início do evento foi realizado no dia 22 de abril, no Pavilhão de Eventos do GMUH. A abertura oficial se dará no dia 27, no Ginásio de Esportes Irineu Bornhausen. No dia 22 será feito o pré-lançamento do livro que conta a história do Pr. Cesino Bernardino, e no dia 27, o lançamento, durante a abertura oficial. O livro relata o chamado, as experiências, dificuldades, vitórias e relatos do fundador dos Gideões.

Evangelista Hueslen Ricardo Santos, vice-presidente do GMUH, reforça que há meses, tanto os Gideões quanto a Prefeitura de Camboriú estão se preparando para oferecer estrutura suficiente para o evento. “Só temos que agradecer por todos que se empenham para que o congresso seja realizado. São mais de mil voluntários que estão nos ajudando, juntamente com nossos colaboradores, divididos em quarenta e oito equipes”, enfatizou.

Mesmo assim, o Ministério publico abriu investigação sobre o repasse de R$ 400.000,00 repassado para a direção do evento, pela Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte. O MP/SC exige que a Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte comprove como será utilizada a verba de R$ 400 mil enviada pelo Governo do Estado para o Congresso de Gideões, que começou neste fim de semana em Camboriú. Segundo alguns, existe forte indícios de alto favorecimento e desvio de dinheiro publico para outros fins, já que não existe informações que comprovem onde foi usado o valor repassado pela secretaria.

A procuradora-geral adjunta, Cibelly Farias, requereu cópias de todos os documentos apresentados pela Associação Rádio Paz do Valle FM, organizadora do evento.

Se contabilizado o recurso do município — que não é repassado diretamente à organização, mas investido pela própria prefeitura em infraestrutura — o evento evangélico recebeu cerca de R$ 720 mil de dinheiro público. O segundo auditores do MP é um valor muito alto, para um evento sem fins lucrativos e que tem como base o voluntariado religioso.


PROGRAMA TEOLOGIA PARA TODOS. Você tem direito a estudar teologia e crescer no ministério.

 

O congresso, ligado à igreja Assembleia de Deus, é realizado anualmente, sendo considerado o maior da América Latina.

No ano passado a procuradora Cibelly Farias recomendou que o Estado e o município não fizessem repasses, pois havia falhas e indícios de desvio pois o edital de liberação não especificava como seria aplicada a verba de R$ 400.000,00 repassado para a direção do evento.

O MP explicou que deseja garantir que o dinheiro seja usado somente em infraestrutura turística,  uma vez que o argumento do Estado e da prefeitura é que o evento atrai “turistas.”

Mesmo sob investigação do MP o evento continua e mesmo não sendo considerado um evento de grande porte comercial, o evento atrai pessoas do todo o Brasil e do mundo, gerando uma receita extra para o município que durante o evento recebe milhares de pessoas. O fato de não se especificar onde o valor foi aplicado é uma falha da administração do evento e da secretaria responsável. E até que se prove o contrario, o evento é um evento cristão de fortalecimento do reino. Fonte internet.




Compartilhe nas redes.

Comments are closed