Os planos de Deus são maiores que os meus

Compartilhe nas redes.

Disse Alan Ruschel, em sua primeira postagem nas redes sociais após a tragédia, que levou a morte, praticamente quase todos seus companheiros chapecoenses.

Os planos de Deus são maiores que os meus, tão grandes que eu não posso imaginar. Obrigado a todos pelo carinho, pela força, pelas orações e pensamentos positivos. Seguimos na luta e honraremos aqueles que foram morar com Deus. Pai, peço que ampare seus familiares e que os conforte! Deus, obrigado pela misericórdia deste milagre, o Senhor é maravilhoso. Obrigado!”, o atleta postou.

adonaiwebradiotv_adonai_pastora_mercia_souza_o_tempo_da_promessa_nirvana-chapecoense-tragedia-noticias_allam_webradioadonai

Alan Ruschel, um dos quatro sobreviventes da queda do avião que transportava a delegação da Chapecoense, se pronunciou pela primeira vez nas redes sociais após a tragédia.

Os planos de Deus são maiores que os meus.

Em seu perfil no Instagram, nesta quinta-feira (15), ele publicou uma imagem ao lado de sua mãe, noiva e irmã ainda no leito do hospital e aproveitou para agradecer a Deus pelo milagre.

 banner-sci-02-900x200

Marina Storchi, noiva de Ruschel, também aproveitou as rede sociais na quinta-feira para expressar sua gratidão a Deus. “Pai eterno, obrigada por me ouvir incansavelmente, minuto a minuto, obrigada por salvar o meu amor. Obrigada, Deus. Levarei o Teu nome onde quer que eu esteja, sempre, incessantemente”.

O lateral-esquerdo poderá receber alta para na tarde desta sexta-feira, depois de terminar as últimas doses de seu tratamento com antibiótico. Antes disso, ele irá passar por uma avaliação ortopédica para definir o plano de recuperação em casa.

Ruschel dormiu sem medicamentos, se alimentou adequadamente e urinou espontaneamente e sem esforço, recuperado de uma infecção. Também apresenta força e sensibilidade nos membros inferiores.

Além de Ruschel, o zagueiro Neto, o goleiro Jakson Follmann e o jornalista Rafael Henzel foram os únicos sobreviventes da tragédia que matou 71 pessoas na madrugada do dia 29 de novembro, entre membros da tripulação, jornalistas, jogadores, pessoas da comissão técnica e diretoria da Chapecoense.

com informações de Globo Esporte




Compartilhe nas redes.

Comments are closed